Mais de 30 fogem da Fundação Casa após agredir agentes

Adolescentes ainda roubaram carro de unidade de Piracicaba; polícia usa helicópteros para tentar recapturar os fugitivos

Rene Moreira, Especial para O Estado

14 de janeiro de 2016 | 18h35
Atualizado 15 de janeiro de 2016 | 14h05

A polícia tenta recapturar os menores que fugiram na manhã desta quinta-feira, 14, da Fundação Casa, em Piracicaba (SP), após agredirem funcionários do local. Eles ainda roubaram um carro e duas motocicletas na fuga, e até a manhã desta sexta-feira, 15, 25 dos fugitivos haviam sido localizados, faltando outros 7.

A unidade fica localizada na rodovia Laércio Cortes (SP-147) - que liga a cidade a Limeira (SP). Segundo a Polícia Militar, na fuga alguns dos menores roubaram um veículo modelo Renault Duster. Outros roubaram duas motocicletas que interceptaram na alça de saída da rodovia.

Para prender os fugitivos foram usados 40 policiais e dois helicópteros da Polícia Militar. A Fundação Casa deslocou uma equipe da Corregedoria Geral até Piracicaba, visando a apurar as causas da fuga e abrir uma sindicância. De acordo com a instituição, a unidade estava com sua capacidade máxima permitida, de 64 internos.

Os adolescentes iniciaram a fuga com uma rebelião no interior da unidade. Depois agrediram funcionários e usaram equipamentos de uma academia de musculação para estourarem paredes e saírem para a rua. Os aparelhos foram abandonados no entorno da instituição.

Familiares dos internos foram para a porta da unidade preocupados com o que havia acontecido. "Sou mãe, não tem como não se preocupar", disse Aline do Nascimento.

Crítica. O tenente-coronel de Piracicaba, Marco Antônio Félix, disse que a fuga foi planejada e poderia ter sido evitada. "É uma situação que deveria ser acompanhada e fiscalizada pela Fundação Casa. Poderia ter prevenido se houvesse fiscalização mais eficiente".  A instituição informou que apura as causas da fuga.

Mais conteúdo sobre:
Polícia MilitarRenault Duster

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.