Mais de 2 milhões de pessoas estão sem água em parte de SP

Abastecimento foi interrompido para manutenção do sistema Rio Claro e deve voltar ao normal na manhã de 5ª

da Redação,

03 de setembro de 2008 | 10h41

Mais de 2 milhões de pessoas estão sem água em parte da zona leste de São Paulo e da região metropolitana nesta quarta-feira, 3. A suspensão no abastecimento deve durar cerca de 26 horas e é devido aos trabalhos de manutenção no sistema de abastecimento Rio Claro, segundo a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).  O abastecimento deverá voltar totalmente ao normal a partir da madrugada de quinta-feira, 4. Qualquer outra dúvida poderá ser tirada pela central de atendimento da Sabesp, através do número 195. Durante a manutenção, feita por 330 funcionários, parte dos municípios de Mogi da Cruzes, Ribeirão Pires, Mauá e Santo André, além dos bairros paulistanos de Sapopemba, São Matheus, Santa Etelvina e Cidade Tiradentes são afetados. O primeiro serviço no sistema estava previsto para começar por volta das 7 horas desta quarta. Por isso, as válvulas de distribuição de água começaram a ser fechadas às 17 horas de terça. O último trabalho está previsto para ser iniciado às 19 horas desta quarta e tudo deverá ser finalizado por volta das 22 horas. De acordo com informações da Sabesp, serão feitas inspeção de tubulações, serviços nas instalações elétricas e reparos em vazamentos do sistema, entre outras coisas. Grande parte dos trabalhos serão realizados no aqueduto que abastece a região. A estrutura foi construída na década de 20 e tem mais de 11 km de extensão. Segundo a Sabesp, passam pelo aqueduto 3,8 mil litros de água por segundo.

Tudo o que sabemos sobre:
falta de águaabastecimentosabesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.