Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Mais cinco vias da zona leste terão velocidade máxima de 50 km/h

Novo limite inclui Avenidas Ragueb Chohfi, Miguel Ignácio Curi, Osvaldo Pucci, Estrada do Iguatemi e Complexo Viário Itaquera

O Estado de S.Paulo

26 Novembro 2015 | 10h00

SÃO PAULO - Mais cinco vias da capital paulista terão a velocidade máxima reduzida de 60 km/h para 50 km/h a partir desta sexta-feira, 27. Desta vez, a mudança será em áreas da zona leste de São Paulo: na Avenida Ragueb Chohfi, na Estrada do Iguatemi, na Avenida Miguel Ignácio Curi, no Complexo Viário Itaquera e na Avenida Osvaldo Pucci.

Na Ragueb Chohfi, o novo limite de velocidade será implantado em um trecho de 6,8 quilômetros de extensão, entre a Praça Felisberto Fernandes da Silva e a Estrada do Iguatemi. Nas áreas onde há lombadas, a velocidade permitida permanece em até 30 km/h. 

A Estrada do Iguatemi terá nova regulamentação ao longo de um percurso de 4,2 quilômetros, entre a Ragueb Chohfi e a Estrada da Passagem. O limite também será de 30 km/h nos pontos com lobada.

Já na Avenida Miguel Ignácio Curi, o motorista vai precisar ficar atento na velocidade máxima de 50 km/h em um trecho de 1,6 km, que vai do Complexo Viário Itaquera até a Avenida Itaquera. Exceção fica por conta das entradas na Arena Corinthians, onde o limite continua de 40 km/h.

O Complexo Viário Itaquera terá velocidade máxima de 50 km/h do ponto em que ficam os viadutos de acesso à Radial Leste até a Avenida Itaquera (0,3 km). Nesses viadutos, a velocidade de 40 km/h será mantida por causa das curvas.

A redução da velocidade também atinge a Avenida Osvaldo Pucci, entre a Rua Baltasar Saldoni e a Avenida Afonso Sampaio e Sousa (0,3 km). Os demais pontos da via já haviam passado pela reformulação.

A alteração no limite de velocidade faz parte de um plano da gestão Fernando Haddad (PT) para reduzir o número de acidentes e de vítimas no trânsito. Além da diminuição da velocidade em vias arteriais, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) também coordena implantação das chamadas "Áreas 40", regiões em que o limite passa a ser de 40 km/h, dentro dos bairros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.