Maioria dos flanelinhas presos tem ficha suja

Mais da metade dos 53 flanelinhas detidos na blitz do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania nas imediações do Estádio do Pacaembu, na noite de anteontem, tem antecedentes criminais. Na ficha de 28 guardadores de carro - 53% dos detidos - constam passagens por roubo, furto, tráfico de drogas e até homicídio. Mas como nenhum tinha pendência com a Justiça, todos foram liberados ainda de madrugada, após assinar um termo circunstanciado em que se comprometem a comparecer ao Juizado Especial Criminal. Eles vão responder por exercício ilegal da profissão.

O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2012 | 03h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.