Mãe que abandonou bebê é indiciada por tentativa de homicídio no interior

Mulher havia deixado recém-nascido em banheiro de campo de futebol desativado e tentado atear fogo à roupa da criança

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

06 de outubro de 2016 | 09h44

SOROCABA – A Polícia Civil indiciou por tentativa de homicídio a mulher que abandonou o filho recém-nascido no banheiro de um campo de futebol desativado, nesta quarta-feira (5), em Paranapanema, interior de São Paulo. De acordo com a investigação, ela teria ateado fogo à roupa em que o bebê foi enrolado. As chamas não propagaram e a criança não se feriu. Quando o bebê foi encontrado, a blusa usada para envolvê-lo estava chamuscada e ainda soltava fumaça.

Conforme a Polícia Civil, o bebê foi achado por um morador com deficiência mental, que ouviu o choro e chamou os vizinhos. A criança estava suja de sangue e com o cordão umbilical. A mulher, de 25 anos, teria dado a luz no próprio local. Em seguida, ela procurou o hospital alegando que estava com sangramento. O bebê foi levado para o mesmo hospital e os dois passam bem. A família da jovem, que tem outras duas filhas, ignorava a gravidez.

De acordo com o delegado Roberto Oliveira, responsável pelo caso, os sinais de fogo encontrados na roupa – que ainda tinha brasas nas extremidades – indicam que a mulher pode ter tentado matar o filho. Segundo ele, embora ela negue a suspeita, a perícia deve indicar se o fogo foi iniciado no momento em que a criança foi abandonada. O inquérito será enviado à Justiça, que decidirá se é caso de prisão preventiva. A mulher continua internada e só deve ter alta na sexta-feira (7). Ela ainda não tem advogado. A reportagem não conseguiu contato com familiares.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.