Mãe mata filho a facadas em suposto ritual de magia negra

Vítima tinha 19 anos e era o filho mais velho; crime ocorreu no apartamento da família na tarde de terça

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

19 de novembro de 2008 | 06h51

A dona de casa Maria Lúcia Rufino, 43 anos, foi presa, às 17h45 de terça-feira, 18, suspeita de matar um de seus três filhos com várias facadas, no pescoço e no peito. A vítima foi o filho mais velho, Leonardo Macedo Gadducci, de 19 anos. O crime ocorreu no interior do apartamento da família, em um conjunto de prédios localizado na avenida Jaguaré, na zona oeste da capital. No final da tarde de terça-feira, os vizinhos da acusada, sabendo que a mulher era adepta de rituais de magia negra e que era obcecada por sites do tipo, entraram em desespero depois que Maria se trancou no apartamento, afirmando que precisava sacrificar Leonardo. Policiais militares foram acionados e antes de arrombar a porta do imóvel tentaram falar com Maria, mas ela não respondeu. Ao ouvirem os gritos do rapaz, os policiais invadiram o apartamento, mas já era tarde. Gravemente ferido, ele foi levado ao pronto-socorro municipal Bandeirantes, no Jardim Periperi, onde morreu. A acusada foi detida em flagrante e, mesmo internada para acompanhamento psiquiátrico, foi indiciada por homicídio qualificado pela delegada Monica Resende Gamboa, no 93º Distrito Policial. A perícia foi acionada e apreendeu duas facas de cozinha utilizadas no crime, computadores e um saco de facas deixado sob o sofá da sala.

Tudo o que sabemos sobre:
magia negraassassinato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.