Divulgação
Divulgação

Mãe flagra estupro da filha de 8 anos por idoso no interior de SP

Diarista chamou a polícia depois de testemunhar abuso em Bastos (SP); criança de 2 anos também foi estuprada

Sandro Villar, Especial para O Estado

01 Julho 2016 | 16h33

Depois de flagrar a filha de oito anos sendo estuprada por um homem na tarde desta quinta-feira, 30, em Bastos, no interior de São Paulo, a diarista Maria Rita da Silva de Araújo, de 46 anos, chamou a Polícia Militar.

O acusado é o pintor Jair de Oliveira, de 63 anos, que foi preso em flagrante. Segundo a PM, ele também abusava de outra filha da diarista, uma menina de apenas dois anos.

As irmãs foram examinadas por uma médica no Pronto-Socorro Municipal. Foi constatado que "elas tinham marcas de violência na região íntima", de acordo com um porta-voz da PM ouvido pelo Estado.

Depois, as meninas passaram por exames no Instituto Médico Legal(IML) de Tupã, que confirmaram o estupro. O pintor, que é pai de uma conselheira tutelar, morava na casa da diarista, que também tem um filho.

"Ele dava dinheiro para o menino comprar doce e, enquanto o menor estava fora, abusava das irmãs", segundo o porta-voz. 

'Cadeia dos estupradores'. Depois de ser ouvido na Delegacia de Bastos, o pintor Jair de Oliveira foi transferido para a cadeia de Barra Bonita. O local é conhecido como a cadeia dos estupradores.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.