JB Neto/AE
JB Neto/AE

Mãe é presa por acorrentar filho dentro de casa em São Paulo

Mulher foi encontrada jogando numa lan house e autuada por cárcere privado e abandono de incapaz

Ricardo Valota e JB Neto, do estadao.com.br,

03 de dezembro de 2009 | 02h16

Uma mulher de 34 anos foi detida na quarta-feira, 2, acusada de manter o filho, de 7 anos, acorrentado dentro de casa, na Vila Jaraguá, zona norte de São Paulo.

 

Sob a alegação de que a criança é superativa e podia se machucar durante o tempo em que ela ficava fora da residência, Andréia Novaes Peixoto decidiu acorrentar o filho junto à cama, deixando espaço suficiente apenas para ele ir ao banheiro ou tomar água.

 

Ao ser detida pela PM, após uma denúncia que teria partido de vizinhos, Andréia estava em uma lan house, onde se distraía com um jogo eletrônico.  Apesar das circunstâncias,ela disse que havia saído de casa por volta das 12 horas para procurar emprego.

 

A Polícia Civil não informou desde quando Andréia vinha acorrentando a criança. O caso foi registrado na delegacia de Pirituba (33ºDP), onde Andréia foi autuada por cárcere privado e abandono de incapaz.

 

A mãe responderá criminalmente e pode perder a guarda da criança, que deixou sua residência acompanhada de membros do Conselho Tutelar.

Tudo o que sabemos sobre:
criança acorrentada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.