Mãe e filha são atropeladas por motorista sem carteira na zona leste

Condutora do veículo não parou para prestar socorros, mas acabou se apresentando à polícia horas depois

Julia Baptista, do estadão.com.br

12 de maio de 2010 | 18h37

SÃO PAULO - Uma criança de quatro meses e uma dona de casa de 20 anos foram atropeladas na madrugada desta quarta-feira, 12, no cruzamento da avenida São Miguel com a rua Palmeira de Leque, em São Miguel Paulista, na zona leste da Capital. A condutora do veículo não parou para prestar socorros, mas acabou se apresentando no 63º DP, horas depois.

 

Segundo a mãe da criança, que atravessava a rua pela faixa de pedestre com a filha no colo, um Uno Mile passou o sinal vermelho e as atropelou. A menina ficou presa no capô do carro e foi encontrada 500 metros à frente. As duas foram levadas para o Hospital de Ermelino Matarazzo. A mãe teve ferimentos no braço, na perna esquerda e nas costas.

 

Além da motorista, uma gerente de 36 anos, estavam os dois filhos dela e o sobrinho. Ela disse que o semáforo estava aberto no momento em que ela passava pela faixa e chegou a olhar, mas não viu ninguém. Segundo ela, sua visão estava prejudicada, pois os vidros estavam embaçados pelo sereno. Ela contou, ainda, ter percebido que alguém bateu no veículo, mas continuou, pois teve medo que fosse um assalto.

 

A gerente, que não tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH), foi até a Companhia da Polícia Militar e falou sobre o fato, onde foi informada sobre o atropelamento. O carro foi apreendido e encaminhado para perícia. No 63º DP foi registrado boletim de ocorrência de lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, fuga de local de acidente e dirigir sem permissão ou habilitação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.