Mãe do dono da loja que explodiu no ABC recebe alta

Agora, só uma pessoa que ficou ferida na explosão de uma loja de fogos de artifício continua internada

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

25 de setembro de 2009 | 11h59

A mãe do dono da loja que explodiu na quinta-feira, 24, em Santo André, teve alta na manhã desta sexta-feira, 25. Sônia Maria Castellani, de 63 anos, levada ao Centro Hospitalar de Santo André devido a um problema de arritmia cardíaca e com queimadura superficial no globo ocular direito, está com quadro estável e já teve alta. Sandro Luiz Castellani, dono da loja - que vendia fogos de artifício e armazenava material, mesmo sem ter alvará - é procurado pela polícia.

 

Veja também:

mais imagens Galeria com fotos do acidente

mais imagens Foto mostra antes e depois da explosão

especialExplosão e tragédia - acidentes na última década

som Moradora de Santo André fala da explosão em loja

video Vídeo - Repórter fala da explosão em Santo André

especialTem relatos, fotos ou vídeos da tragédia? Mande para o Estadão no twitter

 

Duas pessoas morreram no acidente e outras dez foram internadas e receberam alta ainda na quinta-feira. O outro paciente, Wagner Jesus Montari, de 48 anos, também apresenta quadro estável, porém permanece no Centro Hospitalar para observação, ainda sem previsão de alta. No decorrer do dia, o paciente deve fazer alguns exames de controle.

 

A explosão aconteceu às 12h32, e provocou um tremor que pôde ser sentido num raio de 1,5 km. Cem pessoas ficaram desalojadas. Os bombeiros encerraram a procura por vítimas às 20h30. Quatro residências foram destruídas e outras 30 tiveram vidros quebrados, portas arrancadas e rachaduras. Caso os imóveis vistoriados não apresentem riscos de desabamento, eles serão liberados para os moradores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.