Mãe denuncia e suspeito de matar mulher e duas filhas é preso em São Vicente

Magno Brandão teve a prisão decretada pela Justiça; corpos foram achados na casa da família

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

20 Junho 2018 | 08h51

SOROCABA - Acusado de matar a mulher e duas filhas pequenas, um homem de 27 anos foi preso na madrugada desta quarta-feira, 20, em São Vicente, no litoral paulista. O suspeito, Magno Brandão Ferreira, foi denunciado pela própria mãe, após receber ameaças de supostos integrantes de uma facção criminosa, em razão dos crimes cometidos pelo filho. Policiais foram até a casa e Magno não opôs resistência. Ele foi levado para o plantão da Polícia Civil e, após prestar depoimento, foi encaminhado para uma cadeia pública da região.    

O suspeito teve a prisão temporária decretada pela Justiça desde que os corpos de sua mulher, Thamiris de Souza Santos, de 30 anos, e das filhas Nayara Machado de Souza Santos, de 8 anos, e Nicolly de Souza Santos, de 4, foram achados na casa da família, no Parque Continental, no último dia 10. Pelo estado dos corpos, a perícia conclui que as vítimas tinham sido assassinadas a facadas cinco dias antes. Naquela noite, vizinhos ouviram o suspeito gritando com a mulher. De acordo com a investigação, Magno foi visto na casa três dias após os crimes, antes de desaparecer.    

A polícia teve certeza do envolvimento dele nos crimes depois que o pai do rapaz foi ouvido e contou que Magno era usuário de drogas e se descontrolava pelo uso frequente de entorpecentes. O pai mostrou uma conversa com o filho pelo aplicativo WhatsApp, em que Magno usou o celular da mulher morta para dizer que o pai "nunca o perdoaria" pelo que fez, dizendo que só se lembrava "de ter acordado com a faca na mão".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.