Mãe de Roger passa bem após cirurgia

Meio-campo do Cruzeiro voltou para o Brasil ao saber que ela foi baleada; lúcida, Geuse lembra de tentativa de assalto

Clarissa Thomé, O Estado de S.Paulo

04 Março 2011 | 00h00

Após ser baleada no braço durante uma tentativa de assalto em Ipanema, na zona sul do Rio, a mãe do jogador de futebol Roger Flores, Geuse Galera, de 52 anos, foi operada na manhã de ontem. O namorado dela, o piloto da Gol Luiz Paulo Viola, de 54 anos, foi morto com seis tiros. Ele foi enterrado no fim da tarde, no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, zona norte.

Geuse e Viola passavam de moto pela Rua Alberto de Campos, por volta das 20h30 de quarta-feira, quando foram abordados por dois homens em outra motocicleta. Viola teria tentado escapar dos assaltantes, que fizeram pelo menos oito disparos.

Roger, que é meio-campo do Cruzeiro, estava na Colômbia, onde participava de um jogo pela Copa Libertadores da América. Ele foi avisado pela mulher, a atriz Deborah Secco, que sua mãe havia sido baleada. Ele voltou ao Brasil e na tarde de ontem visitou Geuse, que está internada no Hospital Copa D"Or.

A cirurgia de Geuse durou 1h20. Ela está lúcida e lembra do assalto. A perícia interditou a rua onde ocorreu o crime e a polícia requisitou as gravações feitas por câmeras de segurança dos prédios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.