Mãe de menino atropelado diz que teve 6º sentido do acidente

Garoto de 10 anos foi atropleado por Kombi em Araraquara; mãe teria avisado para que ele não saísse de casa

Cláudio Dias,

05 de setembro de 2007 | 18h51

O estudante André Luis Napoleão Silva, 10 anos, está internado em estado grave com traumatismo craniano e com a perna direita quebrada na Santa Casa de Araraquara, a 270 quilômetros de São Paulo, desde segunda-feira, 3. Ele foi atropelado por um adolescente de apenas 17 anos de idade que dirigia uma Kombi vendendo ovos pelo bairro Jardim São Paulo, periferia da cidade. "Eu falei para ele não sair. Logo depois, ouvi a batida e encontrei o meu filho no chão", diz a mãe, a dona-de-casa Adriana Napoleão. Ela acredita ter tido um sexto sentido ao pedir para o filho não acompanhar um colega até a escola do bairro. "É pertinho e ele ou meu outro filho de 14 anos sempre vão com esse menino."O registro policial aponta que o menino teria atravessado correndo a frente da Kombi com a bicicleta; a família nega. O adolescente de 17 anos não quis comentar o caso e os familiares desligaram o telefone ao saber da reportagem. O jovem não disse há quanto tempo dirige a perua para o avô. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso, mas não revela o teor dos depoimentos. O avô já teria negado ter conhecimento da saída do neto com a Kombi. Ele pode ser condenado a até um ano de prisão e ter a carta de habilitação suspensa. O juiz da Vara da Infância e Juventude, Silvio de Moura Salles, avisa que o adolescente responderá processo sócio-educativo por dirigir sem habilitação e lesão corporal culposa. Se punido poderá cumprir Liberdade Assistida (LA). Segundo a mãe do garoto atropelado, ele está sedado e passou por uma cirurgia na terça-feira, 4, na perna quebrada.

Tudo o que sabemos sobre:
AraraquaraAtropelamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.