Mãe de Eloá comemora decisão: 'Foi feita justiça'

Aplaudida ao deixar o fórum, a mãe de Eloá, Ana Cristina Pimentel, de 45 anos, afirmou estar satisfeita e agradeceu a Deus. "Minha filha não vou ter de volta, mas pelo menos foi feita justiça. Agora sei que ele ficará preso." Para ela, a pena foi adequada.

O Estado de S.Paulo

17 de fevereiro de 2012 | 03h00

Ao lado dos filhos, ela recebeu cumprimentos na rua e no plenário. E chorou. Durante a explanação da advogada de defesa Ana Lúcia Assad, que mencionou que ela havia perdoado o réu, Ana Cristina se limitou a fazer gesto de não com a cabeça. A mãe de Nayara Rodrigues, Andrea Araújo, também disse que está satisfeita com a pena. / A.F. e A.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.