Mãe de Ana Clara será levada a Brasília

SÃO LUÍS - A família de Juliene Santos, de 22 anos, mãe da menina Ana Clara, pediu sua transferência para um hospital de Brasília. Ontem, no entanto, ela apresentou piora no seu estado de saúde e não pôde ser levada para a capital federal. Sua filha de 6 anos morreu após ter mais de 90% do corpo queimado em um ataque a um ônibus, na sexta-feira passada. Juliene está com 40% do corpo queimado. Ela tem recebido a visita de familiares, mas ainda não sabe da morte da filha. Os outros feridos, Márcio da Cruz Nunes, de 37 anos, já havia sido transferido para Goiânia anteontem, e Lorrane Santos, de 1 ano e 5 meses, e Abiancy Silva, de 35 anos, devem ter alta.

Rafaela Lima, O Estado de S.Paulo

10 de janeiro de 2014 | 02h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.