Mãe acusada de jogar filho contra a parede é presa

Criança tem apenas um ano e permanece na UTI; segundo o avô, mulher apresenta distúrbios psicológicos

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

14 Janeiro 2010 | 09h48

A dona de casa T.C.L., de 23 anos, foi presa nesta quarta-feira, 13, acusada de jogar o próprio filho contra a parede, no Jardim Nova Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. A criança, de apenas um ano, está internada e não responde a estímulos, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

 

Vizinhos tentaram linchar a mulher, que foi socorrida pelos policiais militares que chegaram ao local. T. informou para a polícia que, por volta das 12h de terça-feira, 12, estava com o filho no colo quando teve um mal súbito e desmaiou, caindo de um degrau sob o filho. Ela só acordou quando o marido, de 23 anos, chegou à casa para almoçar, por volta das 13h.

 

Ao ver a cena, o pai do menino correu para socorrer o filho, com ajuda do avô da criança e dos vizinhos. Ele foi levado ao PA Alvorada e, devido ao seu estado, foi encaminhado para o Hospital Santa Casa, onde permanece na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

 

T. contou para o marido, para o sogro e para a polícia que havia visto o vulto de um homem, com bota, capa preta e chifres, que disse que já tinha lhe tirado um filho e que agora levaria o outro. Segundo a dona de casa, o homem pegou o filho, o jogou na parede e depois a empurrou.

 

Segundo o avô da criança, a mulher apresenta distúrbios psicológicos, e já chegou a sufocar o menino dormindo em cima dele, época em que a avó tentou obter a guarda da criança, sem sucesso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.