Madrasta é transferida de penitenciária

A madrasta do menino Bernardo Uglione Boldrini, Graciele Ugulini, foi transferida anteontem da Penitenciária Modulada de Ijuí, no noroeste do Rio Grande do Sul, para a Penitenciária Feminina de Guaíba, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O pai, o médico Leandro Boldrini, e a assistente social Edelvânia Wirganovicz, também acusados da morte do garoto, já haviam sido transferidos para presídios próximos da capital gaúcha.

O Estado de S.Paulo

05 Maio 2014 | 02h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.