Maconha levou a manifestação

As manifestações contra a presença da PM começaram com um flagrante de maconha feito por policiais em 27 de outubro, quando três estudantes de Geografia foram pegos com a droga no carro. Um grupo de colegas viu a abordagem e cercou os policiais, iniciando tumulto e consequente ocupação do prédio da FFLCH. O movimento cresceu quando a reitoria foi ocupada, em 1.º de novembro. O grupo só saiu após a intervenção da PM.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.