Alex Silva/AE
Alex Silva/AE

Luzes de Natal já enchem de cor as ruas da cidade

Árvores na Represa do Guarapiranga e no Ibirapuera, 100 km de vias iluminadas, prédios e postes decorados: faça a sua rota

Paulo Sampaio, O Estado de S.Paulo

01 Dezembro 2010 | 00h00

Donizete de Jesus Rodrigues se alonga até a ponta da estrela de 700 quilos que ele acaba de encaixar no topo de uma árvore de Natal de 56 m de altura na beira da Represa do Guarapiranga, zona sul de São Paulo. Pendurado em um guindaste, o fotógrafo pede poses a Donizete, que se revela um excelente modelo.

"Chega Doni, chega!", gritam lá de baixo os chefes da equipe de montadores, quando ele começa a se exceder nas evoluções. Donizete diz que "o momento mais tenso é o do encaixe, porque tudo é calculado milimetricamente".

"Hoje, o Doni é o "estrelo"", diz Wagner Guiné, responsável pela montagem da árvore. Guiné explica que Donizete foi escolhido para encaixar a estrela, entre 180 montadores que trabalham na árvore, por ser pequeno e leve: mede 1,65m e pesa 57kg.

Pinheirão high tech. Com 800 mil microlâmpadas, a árvore da Guarapiranga vai ser inaugurada no sábado, com grande aparato. Ainda nesta semana, acendem-se as luzes do pinheirão high tech da Ponte Octavio Frias de Oliveira (hoje), e a do Parque do Ibirapuera, no domingo, com show do grupo Pato Fu. Uma das mais populares de São Paulo, a árvore do parque atraiu cerca de 15 mil visitantes no ano passado.

De acordo com o engenheiro Marco Sabia, responsável pelos projetos dessas árvores, o planejamento da montagem pode ser comparado ao do carnaval. "Começamos a pensar na árvore de 2011 logo depois de desmontar a de 2010, no dia 6 de janeiro", diz.

Além de praças, parques e patrimônios públicos, a Prefeitura decorou mais de 100km de vias. Estão nessa rota 70 árvores do Parque do Povo, as palmeiras do Vale do Anhangabaú e os postes do Viaduto do Chá.

Longe daquele miolo, a Avenida Sumaré, na zona oeste, ganhou um "bônus" de luzes em relação ao ano passado - a iluminação colorida decora toda a extensão da avenida. Esses projetos são uma parceria da Prefeitura, que investiu cerca de R$ 6 milhões, com a iniciativa privada - bancos, empresas de telefonia e de comunicação.

Excursões. Para visitar os principais pontos decorados, a São Paulo Turismo (SPTuris) organizou excursões com saídas todos os dias. A partir de 4 de dezembro, às 18h30, cinco ônibus saem do Centro Cultural São Paulo (Rua Vergueiro, 1.000, Paraíso) e fazem paradas na Avenida Paulista e no Parque do Ibirapuera. O metrô repete o programa turístico que organiza todos os anos, com guias bilíngues e explanações sobre a história e as tradições da cidade.

Na Paulista, o tradicional palco montado para o réveillon, entre a Rua Padre João Manuel e a Alameda Ministro Rocha Azevedo, vai ser inaugurado já no Natal. Com trilha típica natalina, o lugar vai funcionar como uma praça e exibir um Papai Noel de oito metros. Maior, só os da cenografia montada na Avenida 23 de Maio, com 9 metros.

Donizete de Jesus enfrentou vento forte na Guarapiranga, mas conseguiu instalar a estrela antes da chuva. No Ibirapuera, onde a árvore equivale a um prédio de 20 andares, o temporal atrapalhou. Acharam melhor encaixar a estrela hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.