Lula diz que caso é absurdo e mostra preconceito

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva resolveu entrar na polêmica sobre o metrô em Higienópolis. E chamou de "preconceituosa" a resistência dos moradores à estação.

Daiene Cardoso, O Estado de S.Paulo

13 de maio de 2011 | 00h00

"Acho um absurdo, porque isso demonstra o preconceito enorme contra o povo que anda de transporte público neste País", disse o ex-presidente, na noite de ontem, durante evento no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.

"Eu sinceramente não posso conceber que uma pessoa que estudou tanto, que tem posses, seja tão preconceituosa e queira evitar que as pessoas mais humildes possam transitar no bairro onde eles moram."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.