Lojistas da 25 de Março protestam na Paulista 1 dia após ação da GCM

Ontem, guardas entraram em confronto com vendedores e chegaram a utilizar bombas de efeito moral

Marcela Gonsalves, estadão.com.br

01 Julho 2011 | 15h52

SÃO PAULO - Cerca de 700 pessoas realizam na tarde desta sexta-feira, 1, uma manifestação, na Avenida Paulista, para protestar contra a ação, na manhã de ontem, da Guarda Civil Metropolitana (GCM). Elas chegaram a ocupar duas faixas da Rua da Consolação, no sentido bairro, e seguiam pela Avenida Paulista em direção ao vão do Museu de Arte de São Paulo (Masp).

A confusão começou ontem, por volta das 9h30, quando policiais entraram no Shopping Mundo Oriental, na região da Rua 25 de março, no centro da capital paulista, e impediram os comerciantes de abrir seus estabelecimentos. Os agentes entraram em confronto com lojistas e utilizaram bombas de efeito moral para dispersar os comerciantes na Rua Barão de Duprat. Os lojistas responderam atirando pedras e ovos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.