Local é o ponto alto da visita à Catedral da Sé

Histórica: De arquitetura gótica, recebeu os restos mortais de personalidades na década de 1930

Diana Dantas, O Estado de S.Paulo

13 de agosto de 2010 | 00h00

Há seis anos como monitora turística da Catedral da Sé, Vera Regina Gomes acredita que a cripta seja o ponto alto da visita pela igreja. "As pessoas sempre se surpreendem aqui. Os estrangeiros ficam fascinados. É o lugar onde eles tiram o maior número de fotos", explica. No local estão os restos mortais de personagens famosos da história paulista (cacique Tibiriçá, regente Feijó e Bartolomeu Gusmão). O desenho reproduz a nave principal. "Impressiona porque é a igreja dentro da própria igreja", conta.

Formada em uma escola técnica de turismo, Vera passou um ano distribuindo currículos por São Paulo, até ser chamada. "Além do que aprendemos no curso, tive de estudar bastante sobre a história da Catedral. A cada dia continuo me atualizando."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.