Local de tragédia no M'Boi Mirim continua ocupado

Na noite de 3 de dezembro do ano passado, um barranco deslizou após uma forte chuva na região de M"Boi Mirim, na zona sul. A terra e as árvores deslizaram sobre um barraco de madeira levantado havia pouco tempo ali embaixo. Dentro do imóvel estavam três crianças - de 3, 5 e 9 anos - e uma adolescente de 14. Os quatro eram irmãos, e todos morreram soterrados.

Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

10 Dezembro 2010 | 00h00

A comerciante Maria da Conceição Ribeiro, de 62 anos, ainda lembra do mais novo deles: o menino Éric, que estudava em uma creche na parte central. "Era um menino simpático."

Maria é moradora do bairro Jardim dos Reis, a poucos metros da divisa de São Paulo com Itapecerica da Serra. Perto de sua casa fica o barranco que desabou sobre a casa de Éric - a parte inferior do terreno hoje está desocupada. Na encosta do morro, porém, várias casas continuam de pé e correndo o risco de deslizar.

Os moradores se dividem: enquanto uns têm medo de novos deslizamentos, outros temem ser retirados dali.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.