Lobão chega a ser dado como morto pela família

Por três horas, família do cantor acreditou que ele estivesse entre os mortos

Mel Bornstein, estadao.com.br

18 de julho de 2007 | 11h48

O cantor Lobão poderia estar entre as vítimas do acidente da TAM. Pelo menos é o que pensou sua mulher na noite de terça-feira, 17. A confusão no embarque do Rio para São Paulo fez com que sua família acreditasse, por três horas, que o cantor havia morrido.     O vôo de Lobão estava marcado para sair do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino a São Paulo e foi direcionado para o Tom Jobim. O cantor pretendia gravar um especial na MTV.   Segundo o cantor, seu vôo estava chegando em Congonhas minutos depois do acidente. Com o fechamento de Congonhas, o avião foi direcionado para Cumbica, onde ficou sabendo do acidente. "Estou chocado, estou com medo. Agora vou fazer shows e viajar de ônibus. Os funcionários da Infraero estavam envergonhados, não sabiam como explicar o que aconteceu. No fim eles são todos vítimas", desabafa.   Enquanto desembarcava em Cumbica, a família do cantor entrou em desespero. Sua mulher sabia que seu vôo seguia com destino a Congonhas e que deveria pousar no mesmo horário do vôo 3054. Só três horas depois do acidente, ele conseguiu ligar para a mulher.     Nesta quarta-feira,18, Lobão ainda estava em Cumbica devido ao extravio de sua bagagem. "Eu estou sentindo que estou numa nação que está se diluindo, há um desamor pela coisa publica", comenta.

Mais conteúdo sobre:
vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.