EFE/Fernanda Luz
EFE/Fernanda Luz

Litoral de São Paulo registra novas aglomerações neste domingo

Aglomerações foram vistas em praias de Santos, Guarujá e Caraguatatuba. No fim de semana, equipes de fiscalização em Santos fizeram mais de duas mil orientações sobre o uso adequado da faixa de areia

Glauco Braga, Especial para o Estadão

06 de setembro de 2020 | 21h41

O litoral de São Paulo voltou a ter praias cheias netes domingo, 6, no feriadão da Independência. Aglomerações foram vistas em praias de Santos, Guarujá e Caraguatatuba. Nem o tempo parcialmente nublado em algumas dessas localidades dissuadiu moradores e turistas a buscarem lazer próximo ao mar.

A Prefeitura de Santos informou que, das 6 horas de sábado até as 16h45 deste domingo, a Guarda Civil Municipal registrou movimento acima do normal na orla da praia, em virtude do feriado prolongado. As equipes em campo fizeram 2.063 orientações sobre uso da faixa de areia, 887 sobre uso obrigatório de máscara facial e duas autuações referentes à presença de cães na faixa de areia.

Foram aplicadas o total de 44 multas pelo não uso da máscara ou pela resistência em usar o item. Desde 1º de maio, a falta de máscara acarreta multa no valor de R$ 100,00.

Na Praia do Boqueirão, era bem difícil avistar alguém naquele ponto usando máscara, já que não havia abordagens na área. "Estou aqui há uns 30 minutos e não vi muita gente usando máscara. Pessoas aglomeradas, sem necessidade. Como estou meio afastada, não estou usando. Se eu estivesse prá lá, no Gonzaga, ia usar", disse a estudante Bianca dos Santos Palhas, que estava na companhia de outras três pessoas, todas sem a proteção.

A estudante Giovana Araújo passeava pela praia e também não usava a máscara. O equipamento de proteção estava sob seu queixo. "Olha, muita gente sem máscara. Eu estou sem porque estava tomando um açaí. Ninguém está usando", justificou.

A tapeceira Laís Vieira estava com sua máscara, mas a proteção ficou guardada dentro da mochila que carregava. "Estou vindo lá do Canal 2 (da Avenida Bernardino de Campos, a cerca de 2 km de distância) e vi muita aglomeração. As pessoas não estão mais ligando para a doença. Eu só tirei minha máscara para tomar uma cervejinha".

Guarujá reforça fiscalização

Neste domingo, terceiro dia da "Operação Independência", os fiscais da Prefeitura de Guarujá realizaram 753 abordagens a pessoas que estavam cometendo abusos nas praias. As equipes ordenaram a retirada de 639 cadeiras e guarda-sóis instalados na faixa de areia e o desmonte de mais 20 tendas. Todos que desobedeciam as normas sanitárias de prevenção à transmissão do novo coronavírus foram orientados e se retiraram na sequência.

As demais orientações foram a ambulantes que não estavam praticando o distanciamento com o público. Uma das diretrizes para autorizar a retomada do trabalho foi a exigência de instalação de uma faixa de contenção em volta dos carrinhos, a fim de proteger o trabalhador e o consumidor. Também foram paralisadas atividades esportivas que tenham contato físico. As práticas seguem proibidas de ser realizadas.

Em conjunto com as equipes de fiscalização atuaram também agentes da Vigilância Sanitária. Eles tinham como objetivo esclarecer dúvidas de munícipes e turistas acerca do que era ou não permitido. Também distribuição máscaras tanto para quem estava munido da proteção quanto para quem era flagrado sem ela.

A ação entregou 5,5 mil máscaras até o fim da tarde deste domingo, tanto nas praias quanto nos pedágios educativos – criados nos principais corredores de chegada de turistas à Cidade. Só nesta Operação Independência, o município já distribuiu 11,5 mil proteções.

A prefeitura não aplica multa a quem não estiver usando a proteção facial. No entanto, o ingresso ou permanência em estabelecimentos comerciais sem ela não é permitido, podendo, inclusive, a pessoa ser obrigada a se retirar do local. A "Operação Independência" segue no Guarujá até esta segunda-feira, 7.

Em Caraguatatuba, um grande volume de pessoas foi visto na Praia Martim de Sá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.