Litoral ainda tem ameaça de queda de barreiras

Mesmo sem previsão de chuva forte, DER monitora encostas da Rio-Santos no feriado

O Estado de S.Paulo

27 Março 2013 | 02h02

As estradas do litoral norte que chegaram a ser interditadas na semana passada por causa das chuvas continuam com risco de deslizamento e são locais em que os motoristas devem estar atentos durante o feriado prolongado da Semana Santa. A Rodovia Rio-Santos ainda apresenta pontos com riscos mesmo sem previsão de temporais. Os morros que circundam a rodovia ainda estão encharcados e algumas encostas podem ceder com pouca chuva.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informa que mantém técnicos de prontidão, já que há previsão de chuvas para os próximos dias. Motoristas também devem ficar atentos a deslizamentos nas Rodovias Mogi-Bertioga e Oswaldo Cruz.

Na Rodovia dos Tamoios, a chuva e as obras de duplicação criam mais um obstáculo: a terra transportada pelos caminhões pode se transformar em lama e causar acidentes. A sinalização de pista é precária e simplesmente não existe em alguns pontos.

Na tarde de ontem, uma carreta tombou na Rio-Santos, em São Sebastião, no sentido Caraguatatuba. Ninguém se feriu, mas toda a carga de barrilha (matéria-prima para fabricação de vidros e sabão) ficou espalhada no acostamento e na calçada da praia do Pontal da Cruz. O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, pois havia risco de vazamento de combustível do veículo.

Interior. Cerca de 1,3 milhão de veículos devem usar as rodovias que cortam a região de Campinas em direção ao interior de São Paulo, sul de Minas Gerais e Vale do Paraíba. As concessionárias aconselham que os motoristas evitem as estradas na noite de amanhã e na manhã de sexta-feira, quando deve haver pico de movimento.

Na Rodovia Dr. Adhemar Pereira de Barros (SP-340), a concessionária Renovias montou um cenário de velório com manequins no canteiro central, perto do pedágio de Jaguariúna. Com a mensagem "Imprudência Mata", a exibição faz parte de uma campanha de conscientização sobre acidentes.

A Via Dutra, principal rota para Aparecida, cujo santuário deve receber milhares de católicos durante esta Semana Santa, tem dois pontos em obras com restrição de tráfego. No km 64,3, em Guaratinguetá, o alargamento da ponte sobre o Rio São Gonçalo faz o tráfego fluir pela faixa da direita. No km 125, em Caçapava, o tráfego segue pela faixa da esquerda e acostamento por causa de obras na ponte sobre o Ribeirão dos Mudos.

Quem decidir ir para Campos do Jordão vai enfrentar a Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro (SP-123) com obras de manutenção e requer atenção dobrada do motorista, principalmente nos trechos de serra.

Previsão. A Climatempo prevê sol para todos os dias de feriado no interior, exceto no domingo, que tem possibilidade de chuva à tarde. Na capital, Grande São Paulo, Vale do Paraíba e litoral a temperatura vai ser amena e o afastamento de uma frente fria para o mar na sexta-feira vai causar nebulosidade, mas sem chuva forte. / REGINALDO PUPO e GERSON MONTEIRO, ESPECIAIS PARA O ESTADO, RICARDO BRANDT e JOSÉ MARIA TOMAZELA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.