Lista: Quatro sites para reclamar (e um para elogiar)

As petições online não param de aparecer diante das pessoas na internet. Um amigo assina embaixo e compartilha propostas sobre direito ambiental, outro recomenda que todos digam não a um projeto que está para ser votado. De repente, você se vê tentado a participar. Não à toa, mais de 3 milhões de brasileiros, em 2012, colocaram seus nomes em alguma causa. Entretanto, a união por mudanças não se resume apenas à política. Há sites que em os cidadãos se mobilizam na condição de consumidores e exigem providências de empresas. Veja uma lista de sites em que as vozes de muitos tentam fazer a diferença:

Breno Pires e Diego Cardoso, de O Estado de S. Paulo,

18 de abril de 2013 | 20h25

 

1) Change.org. É um dos maiores sites de petições no mundo e chegou ao Brasil no ano passado. Tem 23 milhões de usuários. Só no Brasil, são mais de 400 mil. O Change.org não faz restrições: permite que campanhas com objetivos opostos aconteçam ao mesmo tempo. Petição em destaque atualmente: Não à PEC 37 

Impunidade, não! MP com poder de investigação! #NãoPEC37 

O abaixo-assinado contra a Proposta de Emenda Constitucional 37 (ou PEC 37) tem, no momento, 176 mil apoiadores no site Change.org. O objetivo é chegar a 200 mil.

 

2) Avaaz. O Avaaz tem mais de 20 milhões de assinantes no mundo e é o que conta com mais apoiadores no Brasil: 3 milhões. Teve 1,6 milhão de assinaturas na petição Fora Renan (Calheiros, presidente do Senado). Porém, o Avaaz sofre críticas de que faz lobby por causas específicas e deleta outras que não estão dentro de seus princípios. Petição em destaque atualmente: Fora Feliciano

 

Imediata destituição do pastor Marco Feliciano da presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal A petição já atraiu 470 mil assinantes e tem por objetivo chegar a 500 mil.

 

3) Reclame Aqui. Entre os portais para críticas de consumidores, o Reclame Aqui é um dos mais populares. Nele, é possível compartilhar problemas relacionados a produtos e serviços (mal) prestados, com espaço para a réplica da empresa criticada. O portal ainda conta com um ranking com as companhias que acumularam mais reclamações e que resolveram mais demandas recebidas pelo site.

Exemplo: Cobrança indevida de cancelamento de compra 

 

4) Boicota SP. "Não somos o Procon, nem o Reclame Aqui", diz a descrição do site de alta repercussão na web na última semana. No Boicota SP, é possível marcar uma loja, restaurante ou qualquer estabelecimento comercial que supostamente cobre preços extorsivos. O direito de resposta das empresas reclamadas está garantido na página "Respostas". É possível ler no site alguns casos curiosos.

Exemplo: Misto quente por R$ 10

 

5) SP Honesta. Na família do Boicota SP, o SP Honesta é a ovelha negra. Neste portal, é possível divulgar lugares bons e baratos. Basta enviar um e-mail para sphonesta@gmail.com com a sugestão - o site divulga contatos, fotos e até o mapa do estabelecimento recomendado.

Exemplo: Restaurante BIYOU-Z

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.