Os prédios que transformaram a paisagem dos Jardins

Desde o surgimento do Baronesa de Arary, a região cresceu para cima e a paisagem mudou. Desapareceram os casarões. Ficaram os edifícios

O Estado de S. Paulo

04 de setembro de 2015 | 23h15

A paisagem da Paulista e arredores passou por uma transformação brutal a partir da década de 50. Os palacetes de grandes empresários, erguidos no começo do século, começaram aos poucos a dar lugar aos primeiros edifícios. Nos anos 1940, já haviam surgido nos bairros mais próximos do espigão alguns prédios de apartamento, eram “arranha-céus” de sete andares. Eles traziam um modo diferente de morar. O Baronesa de Arary, porém, é considerado a primeira grande torre residencial da região. Veja a seguir outros endereços emblemáticos.


Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.