Linha deve chegar até a Rodovia dos Bandeirantes

Mesmo antes de tirar do papel o trecho entre as futuras Estações São Joaquim, no centro, e Brasilândia, na zona norte, o governo paulista já planeja praticamente duplicar a extensão da Linha 6-Laranja. O objetivo é criar prolongamentos nas duas extremidades do atual projeto. Um deles terá cerca de seis quilômetros a partir da futura Estação Brasilândia até a Rodovia dos Bandeirantes, onde haverá um grande pátio de estacionamento para quem mora em outras cidades e trabalham na capital.

Renato Machado, O Estado de S.Paulo

12 de maio de 2011 | 00h00

Inicialmente, o prolongamento nessa extremidade seria apenas até o futuro centro de eventos que a Prefeitura pretende construir na região de Pirituba. Antigamente pensado para abrigar o estádio Piritubão, que não saiu do papel, o local agora pode receber a Expo 2020.

O projeto de expansão prevê entre quatro e cinco estações a partir da Estação Brasilândia. Uma ficará próxima ao futuro centro de eventos, outra fará ligação com a Linha 7-Rubi da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na Estação Vila Clarice. A última será às margens da Rodovia dos Bandeirantes. O objetivo é desafogar a chegada à capital, já que pessoas da região de Campinas, por exemplo, poderiam estacionar seus carros ou descer do ônibus fretado para pegar o metrô. "Será um serviço para quem quiser metrô sem que seja preciso entrar na cidade de São Paulo para acessá-lo", diz o secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes. Esse prolongamento também beneficiaria um terceiro aeroporto na região de Caieiras, caso o projeto saia do papel.

Na outra extremidade, os estudos do Metrô preveem que a linha passe o atual limite na Estação São Joaquim para chegar até Cidade Líder e Jardim Marília, na zona leste. Haveria aproximadamente 10 quilômetros nesse trecho do ramal, que passaria ainda pela Mooca e teria uma ligação na Estação Anália Franco, da futura Linha 15-Branca. "Tem um vazio bastante importante de linhas nessa região, que pretendemos preencher com a ligação até Cidade Líder. Essa linha tem um potencial para 30 km. Em um primeiro momento vamos fazer 15 km e depois dobrar", diz Fernandes.

 

Veja também:

linkRecusa de estação por Higienópolis causa protestos na web

som Estadão ESPN - Metrô: Protesto não influenciou mudança

video TV Estadão: Moradores opinam sobre estação no local

blog CHACRA: 5ª Avenida tem metrô; Av. Angélica, não

blog Flávia Guerra: Churrascão da Gente Diferenciada

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.