FELIPE RAU/ ESTADÃO
FELIPE RAU/ ESTADÃO

Linha 5 - Lilás do Metrô de São Paulo volta a funcionar normalmente nesta 4ª feira

Das 9h às 11h31, os trens funcionaram em uma única via, atendendo os dois sentidos entre Capão Redondo e Giovanni Gronchi; na terça-feira, quatro estações ficaram fechadas por quase 10 horas

Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2019 | 10h04
Atualizado 26 de junho de 2019 | 11h58

SÃO PAULO - A Linha 5 - Lilás do Metrô de São Paulo voltou a funcionar normalmente no fim da manhã desta quarta-feira, 26. Mais cedo, uma falha elétrica provocou interferência na operação dos trens.

A ViaMobilidade, concessionária responsável pela operação e manutenção da da via, informou que iniciou o processo de normalização da operação da Linha 5-Lilás às 11h31. 

"Em razão de uma falha de alimentação elétrica, a linha funcionou das 9h às 11h31 em uma única via (via singela) nos dois sentidos entre as estações Capão Redondo e Giovanni Gronchi. Entre Giovanni Gronchi e Chácara Klabin, a operação seguiu normalmente.

"Para minimizar o impacto durante o horário de pico, a concessionária adotou a estratégia de controle de acesso, com embarque e desembarque nos dois sentidos na mesma via, nas estações Capão Redondo, Campo Limpo e Vila das Belezas", esclareceu a nota.

Por dia, 90 mil pessoas passam pela estação Capão Redondo, 35 mil por Campo Limpo, 14 mil pela Vila das Belezas e 26 mil pela estação Giovanni Gronchi.

Passageiros voltaram a apresentar queixas nas redes sociais.

Foram afetadas as estações Capão Redondo, Campo Limpo, Vila das Belezas e Giovanni Gronchi.

Na terça-feira, 25, o rompimento de um cabo elétrico na madrugada interrompeu o funcionamento do Metrô por quase dez horas entre as estações Capão Redondo e Santo Amaro. O funcionamento foi restabelecido às 14h16.

As estações Capão Redondo, Campo Limpo, Vila das Belezas e Giovanni Gronchi permaneceram fechadas até o início da tarde. O restante das estações da linha, no trecho de Santo Amaro à Chácara Klabin, operou normalmente no decorrer do dia.

Nas redes sociais, usuários postaram fotos da situação. Grupos de pessoas se acumularam nos pontos de ônibus durante a manhã de terça-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.