Linha 4 do Metrô tem nova falha, 2 dias após paralisação

Problema durou 20 minutos, entre as Estações Faria Lima e Paulista; na quarta, ramal interrompeu operação

BRUNO RIBEIRO, O Estado de S.Paulo

03 Março 2012 | 03h03

A operação dos trens da Linha 4-Amarela do Metrô voltou a apresentar problemas na tarde de ontem. Às 14h47, uma composição que seguia no sentido da Estação da Luz perdeu contato com o Centro de Controle Operacional (CCO) entre as Estações Faria Lima e Paulista e teve de ser operada manualmente por um técnico. A pane durou 20 minutos.

A ViaQuatro, empresa que administra a linha, informou que os usuários foram informados do problema e que não houve tumulto - mas não deu mais detalhes sobre o caso. Inicialmente, a empresa alegou que o trem havia tido uma pane elétrica.

Nos últimos cinco meses de operação, a Linha 4-Amarela teve seis panes parecidas com a de ontem, que obrigaram o esvaziamento de pelo menos um dos trens. O caso mais recente havia ocorrido na quarta-feira, quando uma pane elétrica em um trem próximo da Estação Faria Lima fez com que as seis estações do ramal ficassem fechadas por 40 minutos - a retomada da operação foi dificultada pelo fato de que, após ficar presos nos trens, os usuários abriram as portas e caminharam nos trilhos da linha até a estação seguinte.

Operado por computadores, sem maquinista, os trens da Linha Amarela têm como parte do protocolo de operação-padrão a paralisação da circulação caso não haja contato com a rede de comunicação. Foi uma falha nesse sistema, chamado CBTC, que provocou a mais grave pane da Linha 4-Amarela desde que ela foi aberta, em outubro do ano passado. Na ocasião, as seis estações da linha ficaram fechadas por quatro horas. Ao todo, 75 mil pessoas foram prejudicadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.