Linha 4 do Metrô será aberta ao público em abril

Linha 4 do Metrô será aberta ao público em abril

Estações e vagões terão recursos tecnológicos, como plataformas [br]vedadas com vidro e cabines automatizadas

Laís Cattassini, O Estadao de S.Paulo

30 Março 2010 | 00h00

As estações e os trens da Linha 4-Amarela do Metrô terão novos equipamentos tecnológicos. As obras nas Estações Faria Lima e Paulista já foram concluídas e a linha passará agora por inspeções de segurança. A previsão é de que os espaços sejam abertos ao público em abril. O governador José Serra (PSDB) visitou ontem a linha, acompanhado do prefeito Gilberto Kassab (DEM), do secretário municipal de Transportes, Alexandre de Moraes, e do secretário dos Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella.

Os trens, mais estreitos do que os usados pela Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô), contam com comunicação entre os vagões e não precisam de operador na cabine. As estações ? que terão portas de plataforma, como a Sacomã, na Linha 2-Verde ? também receberão catracas de vidro. A estação Paulista, que faz ligação com a Estação Consolação, da Linha 2-Verde, foi equipada com esteiras rolantes, para facilitar o acesso dos passageiros de uma estação à outra.

Para o governador, a nova linha revela a qualidade do transporte em São Paulo. "Fizemos uma linha de primeira classe para todos. Fico muito feliz em ver a obra e o serviço."

Serra falou ainda sobre a importância do período de inspeção de segurança. "A segurança é o mais importante. É preciso que tudo fique 100%", disse. Para ele, a obra também vai trazer um alívio para o trânsito na região central. "São 4 quilômetros de transporte coletivo na região mais movimentada de São Paulo", observou.

A Linha 4, em sua primeira etapa, ligará a Estação da Luz, no centro, ao Butantã, na zona oeste. Serão 12,8 quilômetros de extensão, com 11 estações. As primeiras a serem inauguradas serão Paulista e Faria Lima, em abril, e até o fim do ano Pinheiros, Butantã, República e Luz. Na segunda fase, serão abertas as Estações Vila Sônia, São Paulo-Morumbi, Fradique Coutinho, Oscar Freire e Mackenzie-Higienópolis.

Linha 2. O secretário dos Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, também inspecionou as obras das futuras Estações Tamanduateí e Vila Prudente, na Linha 2-Verde. Foi realizada a primeira viagem teste de trem (operação assistida de material rodante e via permanente) entre as Estações Sacomã e Vila Prudente.

A Estação Tamanduateí, próxima parada depois da Sacomã, deverá atender cerca de 70 mil pessoas por dia. A previsão é de que a estação seja entregue neste semestre, concretizando a nova conexão do Metrô com a Linha 10-Turquesa (Luz-Rio Grande da Serra) da CPTM, o que facilitará ainda mais o deslocamento dos passageiros, principalmente do ABC paulista. Hoje, a Linha 10-Turquesa tem conexão com o metrô por meio da Estação da Luz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.