Limite de horário para aula preocupa autoescola

Instrutores e donos de autoescola paulistas estão preocupados com a nova lei federal que torna obrigatórias as aulas noturnas de direção para quem quer tirar habilitação de motorista. O problema é que há, no Estado, uma portaria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) que limita o funcionamento das autoescolas até as 20h - o que deixaria menos de duas horas livres para cumprir as aulas.

RODRIGO BURGARELLI, O Estadao de S.Paulo

20 Março 2010 | 00h00

"Mudaram a lei mas não deram condições para que ela seja aplicada. Vamos cumprir a lei, mas ainda não sei como", disse Hiendo dos Santos, proprietário de uma autoescola em Santana. Para resolver a questão, o Sindicato das Autoescolas considera essencial discutir uma nova redação para a portaria.

Outro ponto que vem tirando o sono de quem trabalha no ramo é a questão dos locais de treino para as motoescolas em São Paulo. De modo geral, há apenas três pistas de treino na capital - uma na Avenida Aricanduva, uma no Ibirapuera e outra no Campo de Marte - e a maioria das motoescolas utiliza uma delas para os treinamentos.

Nenhuma, no entanto, pertence às autoescolas ou é cedida de maneira regular, o que dificulta o processo de adequação dos espaços para as novas exigências - como instalar refletores e contratar seguranças para o horário noturno.

As autoescolas defendem investimentos do Detran na infraestrutura dos espaços de treinamento, além da adequação da portaria das 20h. O órgão, por sua vez, informou que não irá se pronunciar enquanto o Contran não regulamentar a lei, o que deve ocorrer num prazo máximo de 60 dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.