Líder dos bombeiros do Rio é solto após 16 dias

O cabo Benevenuto Daciolo, líder dos bombeiros do Rio preso no dia 8 sob acusação de incitamento a motim, foi libertado às 15h30 de ontem, com base em alvará concedido pela Justiça Militar. O documento foi emitido no dia 19, quando 11 bombeiros foram liberados, mas um erro impediu que ele também fosse solto naquele dia. Daciolo foi preso após ser flagrado conversando ao telefone sobre a realização da greve da categoria no Rio. O líder grevista ficou 16 dias preso, em Bangu e depois em São Cristóvão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.