Líder do PCC é transferido para Rondônia

Acusado de ser o mandante da morte de policiais em São Paulo, o preso Francisco Antonio Cesário da Silva, o Piauí, deixou na tarde de ontem a Penitenciária Estadual de Avaré, no sudoeste paulista, e foi levado para a Penitenciária Federal de Porto Velho, capital de Rondônia.

JOSÉ MARIA TOMAZELA , SOROCABA, O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2012 | 02h05

Como o Estado adiantou, o criminoso é o primeiro de uma lista de presos de alta periculosidade que serão levados para prisões de segurança máxima em outros Estados, como parte do acordo entre o governo de São Paulo e o Ministério da Justiça.

Piauí deixou a penitenciária cercado por um forte aparado policial, em um comboio que seguiu direto para o aeroporto de Arandu, cidade próxima. A aeronave, da Força Aérea Brasileira (FAB), na qual o criminoso foi embarcado, decolou por volta das 15 horas. O preso permaneceu encapuzado até o momento de entrar no avião.

Chefe do tráfico em Paraisópolis, ele é apontado como o autor da lista com 42 nomes de policiais marcados para morrer pelo PCC. Na lista havia endereços de policiais, características físicas e locais que eles frequentam.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.