Liberado no Porto de Santos navio com suspeita de surto de gripe tipo B

Parte dos passageiros foi medicada no cruzeiro e parte pôde descer e aguardou reembarque

estadão.com.br,

28 de fevereiro de 2012 | 01h51

SÃO PAULO - Foi liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, por volta das 22 horas desta segunda-feira, para seguir viagem,o navio MSC Armonia, da MSC Cruzeiros, que estava ancorado no Porto de Santos, litoral paulista. Com cerca de 2 mil pessoas a bordo, o cruzeiro faz um tour pela América do Sul e tem no itinerário a Argentina e o Uruguai.

 

A inspeção teve início às 8h15 e durou quase 14 horas. As vistorias foram necessárias após a morte de uma tripulante por Influenza B no último dia 17, além de outros dez tripulantes também ficarem doentes. O transatlântico está sob a suspeita de um surto de gripe tipo B. Segundo a Anvisa, os passageiros que apresentaram algum sintoma da doença foram medicados dentro do navio. Os que não demonstram nenhum sinal de infecção foram liberados e aguardaram até a noite para reembarcarem.

 

No dia 17 deste mês, a tripulante do navio Fabiana dos Santos, de 30 anos, morreu por complicações respiratórias. Ela estava internada no Hospital Ana Costa, em Santos, desde o dia 15, quando desembarcou do MSC Armonia com sintomas de gripe. No mesmo dia em que Fabiana morreu, mais cinco tripulantes deram entrada no mesmo hospital, com sintomas semelhantes. No último dia 18, mais dois tripulante e três passageiros foram internados. Segundo o hospital, todos os demais pacientes tiveram alta até segunda-feira passada (20). Apenas Fabiana apresentou complicações.

 

Os exames preliminares de todos os pacientes detectaram a presença do vírus influenza B e estão sendo realizados novos exames para diagnosticar a causa da morte de Fabiana. Segundo a MSC Cruzeiros, a embarcação já havia passado por uma inspeção da Anvisa no dia 18, quando não foi constatado nenhum risco para a saúde de hóspedes e tripulantes. A empresa informa ainda que o navio passou por novas inspeções quando ancorou no Uruguai e na Argentina. No primeiro país, sete tripulantes passaram por um hospital de Montevidéu para observação por apresentarem sintomas de gripe, como coriza e tosse, mas tiveram alta em seguida. Na Argentina, o navio foi rapidamente liberado.

 

A Anvisa informa que acompanhou o desembarque de passageiros no Porto de São Francisco do Sul, em Santa Catarina, onde o navio fez uma nova parada ontem, 26. Em nota, a MSC Cruzeiros declarou que segue "rigorosamente todas as normas internacionais da Organização Marítima Internacional , do Ministério do Trabalho, da Anvisa e demais autoridades locais. Todas as embarcações estão de acordo com regras e padrões de funcionamento e operação mundiais, além de seguir todas as exigências das agências reguladoras dos países em que operam". (com Agência Brasil)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.