Liberado menino internado em coma alcoólico no interior de SP

Criança de dois anos chegou ao hospital inconsciente no domingo; pais negam ter dado bebida ao filho

Julia Baptista, do estadão.com.br,

28 de setembro de 2010 | 12h30

SÃO PAULO - O menino de 2 anos que foi internado no domingo na Santa Casa de Sertãozinho, no interior de São Paulo, com suspeita de coma alcoólico teve alta na manhã desta terça-feira, 28. Os avós maternos foram buscar o menor no hospital. Eles têm a tutela da criança.

 

A criança foi levada ao hospital por uma prima, que alegou que o bebê teria sido atropelado. Após uma tomografia, a hipótese de atropelamento foi descartada. Segundo o hospital, a criança chegou inconsciente e apresentava um alto teor de álcool no hálito. Após medicação, o menino acordou e foi transferido da unidade de emergência para a ala de pediatria da Santa Casa.

 

Segundo o delegado Plaucio Fernandes, os pais do menino, que negam ter dado bebida ao filho, foram detidos em flagrante e serão ouvidos ainda hoje. Uma amostra de sangue foi recolhida e encaminhada para o Instituto Médico Legal de Ribeirão Preto, para confirmar a alta dosagem alcoólica no garoto.

 

"Fizemos vistoria na casa e encontramos uma garrafa de pinga ainda com cheiro de álcool, o que mostra que o uso foi recente", explica. "Eles sabiam que isso iria acontecer e permitiram. Vizinhos disseram que viram os outros quatro filhos do casal bebendo em outras ocasiões", comenta. De acordo com o delegado, testemunhas já foram ouvidas e foi concluído que os pais permitiam essa situação.

 

O casal vai responder pelo crime descrito em um artigo do Estatuto da Criança e Adolescente, sobre a entrega para um menor de substância que causa dependência física ou psíquica. Os outros quatro filhos foram recolhidas pelo Conselho Tutelar e foram entregues a uma avô.

Mais conteúdo sobre:
São Paulointerior

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.