Liberada mais uma casa afetada por desabamento da Renascer

Agora apenas uma casa do entorno da igreja segue interditada, por causa da laje de um quarto e da edícula

Elvis Pereira, estadao.com.br

12 Fevereiro 2009 | 16h48

Mais uma morador afetado pelo desabamento do telhado da Igreja Renascer em Cristo, no Cambuci, pôde voltar para casa nesta quinta-feira, 12. Segundo a Subprefeitura da Sé, a residência situada ao lado do templo já havia sido vistoriada por um engenheiro da pasta e desinterditada dois dias atrás. Outro imóvel também está liberado, porém seu proprietário ainda não entrou com o pedido na Prefeitura para poder retornar.   Veja também: Forro da Igreja Universal desaba em Campinas  Galeria de fotos: imagens do local e do resgate às vítimas  Todas as notícias sobre o desabamento na Igreja Renascer    Agora, ao todo, das sete casas prejudicadas com o acidente, ocorrido no dia 18 do mês passado, somente uma está interditada totalmente, em razão do risco da laje de uma dos quartos cair, e outra parcialmente, pois a edícula teve a estrutura danificada. Das 103 pessoas que se feriram na queda do teto do templo, 4 seguem internadas. Duas delas, o rapaz Fabio Jodas e a adolescente Evelise Del Corso, continuam nas Unidades de Terapia Intensiva dos hospitais das Clínicas e do Servidor Público Municipal, respectivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.