Lentidão volta a crescer na Marginal

Abertura de pistas na Tietê atraiu muitos motoristas que antes usavam rotas alternativas; para especialista, 'alívio foi momentâneo'

Renato Machado, O Estado de S.Paulo

27 de maio de 2010 | 00h00

 

SÃO PAULO - Após uma grande melhora com o início de operação das novas pistas, a Marginal do Tietê voltou, em maio, a registrar longos congestionamentos. Nas três primeiras semanas do mês, a média foi de 73,51 km de lentidão ao longo das 14 horas monitoradas pela Companhia de Engenharia de Tráfego. A piora foi de 41% em relação a abril, que teve média de 52,1 km. Procurada desde quinta, a CET preferiu não comentar o levantamento.

 

Veja também:

link Gargalos agora param sentido Ayrton Senna

link CET diz que ainda está em fase de análises

Os dados foram obtidos pela reportagem a partir da análise dos 476 boletins de trânsito divulgados de hora em hora pela CET no período. Foram analisadas todas as vezes em que os índices da Marginal do Tietê aparecem na parte "Principais Lentidões do Momento", quando são informadas as cinco vias mais problemáticas daquela hora e a extensão dos congestionamentos. A via aparece praticamente ao longo de todo o dia - a CET se recusou a divulgar os dados de todas as horas monitoradas.

O confronto dos dados aponta uma possível perda de praticamente todo o ganho em fluidez obtido com a inauguração das novas pistas. Há dez dias, a companhia informou que os dados de abril - analisadas todas as horas monitoradas - apontavam uma melhora de aproximadamente 40% apenas na Marginal do Tietê. Foi ressaltado que contribuiu para a queda nos congestionamentos a redução de 11,8% no volume de caminhões no pico da manhã e de 6,8%, à tarde.

 

"Foi um alívio momentâneo. Mas esses espaços livres passaram a ser preenchidos pelos carros que antes cortavam por dentro da cidade e agora andam a Marginal inteira. E ainda há o risco de que pessoas do transporte público tenham voltado para os automóveis", diz o engenheiro e especialista em Transportes Horácio Augusto Figueira. No primeiro mês das novas pistas, a CET registrou um aumento de 10% no volume de automóveis na Marginal, o que corresponde a 30 mil carros a mais por dia.

Tamanduateí

 

O advogado Miguel Tadeu Gorga, de 57 anos, é um dos novos usuários. Morador da região da Pompeia, na zona oeste, ele costumava utilizar rotas alternativas para chegar até a saída para a Rodovia Fernão Dias, utilizando, por exemplo, os corredores paralelos da Marginal, por Ermano Marchetti e Marquês de São Vicente. "Eu voltei a usar a Marginal porque o trajeto estava sendo feito muito rápido. Mas já estou pensando em sair de novo, porque está tudo parado no sentido em que uso. A volta para casa é até mais tranquila, mas na ida para tudo, principalmente na região do Tamanduateí", observa Gorga.

FISCALIZAÇÃO

 

As novas pistas vão ser fiscalizadas eletronicamente por um único radar em cada sentido. A CET vai transferir para as pistas centrais equipamentos que estão na expressa - que vão passar a ter sete, incluindo os dois sentidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.