Lentidão atrapalha trânsito em vias das zonas sul e oeste de SP

O excesso de veículos provocava 100 km de congestionamento na capital paulista às 16h49 desta sexta-feira, 15, o que representa 12,2% dos 820 km monitorados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). As zonas oeste e sul reuniam mais da metade desse total de lentidão. Segundo a CET, o índice deve aumentar nas próximas horas.  A Marginal do Tietê acumulava as duas piores filas de engarrafamento da cidade: 5,4 nas pistas expressa e local, no sentido da Rodovia Ayrton Senna, no trecho entre a Rodovia Castelo Branco e a Ponte do Piqueri; e 4,9 km na pista expressa, no sentido Castelo, da Rua da Coroa até 1,2 km antes da Ponte Julio de Mesquita Neto.  No Corredor Norte-sul (formado pelas Avenidas 23 de Maio, Rubem Berta e Moreira Guimarães) havia mais 4,9 km de morosidade no sentido do Aeroporto de Congonhas, entre o Viaduto General Euclides de Figueiredo e a Praça da Bandeira, e 4 km no sentido contrário, Santana, a partir do mesmo viaduto.  A Marginal do Pinheiros registrava 3,7 km de tráfego pesado na pista expressa, sentido Interlagos, entre as Pontes Cidade Universitária e Cidade Jardim. Quem acessava à Avenida dos Bandeirantes rumo à Rodovia dos Imigrantes enfrentava 3,6 km de congestionamento a partir da Marginal do Pinheiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.