Werther Santana/ Estadão
Werther Santana/ Estadão

Leitores do 'Estadão' mostram alagamentos causados pelas chuvas em São Paulo e região

Internautas podem enviar relatos por meio das redes sociais com a hashtag #chuvaEstadão ou pelo WhatsApp 11 99249-1148

Gabriela Marçal, O Estado de S.Paulo

10 de fevereiro de 2020 | 14h42

Os leitores do Estadão estão participando da cobertura sobre a forte chuva que atingiu a cidade de São Paulo nesta segunda-feira, 10, com fotos, vídeos e depoimentos relatando alagamentos e queda de árvores.

O  Corpo de Bombeiros informou ao Estadão que a corporação recebeu 4090 chamados desde a noite deste domingo,9. Inclusive, o leitor Jerlan Conceição de Souza registrou uma equipe atuando com um bote.

A orientação do órgão é para que as pessoas não saiam de casa ou tentem enfrentar o temporal e os alagamentos.

O temporal ultrapassou o recorde do nível de água do rio Pinheiros, marcando 719.6mm. Este é o maior valor já registrado desde 2005, quando o rio chegou a 718.9mm, de acordo com a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente. O leitor Luis Augusto usou a hashtag #chuvaEstadão para mostrar as marginais inundadas com o rio Pinheiros.

O leitor Rodrigo Renna publicou no Twitter o alerta sobre um fio caído no chão em uma rua do Brás, bairro da região central de São Paulo. 

O nível de água do Rio Tietê atingiu cem milímetros em três horas e a marginal está interditada devido ao transbordamento. A situação da região foi mostrada por internautas e colaboradores do Grupo Estado.

Cidades do entorno de São Paulo e no interior do estado também foram atingidas. Em Botucatu, a prefeitura decretou estado de calamidade pública e pediu ajuda ao governo estadual. O leitor Vinicius Nóbrega mostrou os estragos causados pelo temporal que destruiu estradas, pontes e casas. 


Mande suas fotos e vídeos através da hashtag #ChuvaEstadao ou no Whatsapp (11) 99249-1148 e participe da nossa cobertura.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.