Lei seca: ex-coordenador atropela 4

O subsecretário de Governo da Região Metropolitana do Rio, Alexandre Felipe Mendes, de 44 anos, que até fevereiro era um dos coordenadores da Operação Lei Seca, atropelou quatro pessoas, quinta-feira à noite, após uma festa em Niterói. Um dos feridos teve morte cerebral ontem à noite, segundo a família.

Tiago Rogero, O Estado de S.Paulo

27 de agosto de 2011 | 00h00

Mendes admitiu à polícia ter bebido "meia taça de vinho". Ex-assessor parlamentar do governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), na Assembleia Legislativa e no Senado, ele será indiciado por lesão corporal culposa.

Ermínio Cosme Pereira, de 52 anos, que teve morte cerebral, passava pelo local de bicicleta. Dois irmãos de 2 e 5 anos e a mãe, Silvana Braga de Souza, de 30, tiveram ferimentos leves.

Mendes não prestou socorro. Ele foi ontem à 81.ª DP. "Bebi apenas meia taça de vinho. Fui surpreendido por uma bicicleta e perdi o controle." O advogado José Maurício Ignácio disse que ele não prestou socorro porque ficou em choque. Exame feito ontem no Instituto Médico-Legal não indicou álcool no sangue.

O governo do Rio disse que "cabe ao subsecretário responder como todo cidadão".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.