Reprodução Google Street View
Reprodução Google Street View

Lei que limita em 20 minutos espera de balsas entre Guarujá e Santos é aprovada

Medida prevê isenção de tarifa aos usuários do sistema de travessia ou multa de cem vezes o valor da tarifa à empresa responsável pelo serviço; Executivo tem até 90 dias para regulamentar a lei

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2019 | 16h53

SÃO PAULO - A Câmara Municipal de Guarujá promulgou na última sexta-feira, 12, a Lei Municipal 4.622 que limita, em 20 minutos, o tempo máximo de espera na fila da travessia de balsas entre Guarujá e Santos, sob pena de multa à empresa responsável pelo serviço.

A medida é amparada no Código de Defesa do Consumidor e prevê isenção de tarifa aos usuários do sistema de travessia de balsas ou multa de cem vezes o valor da tarifa à empresa responsável pelo serviço.

As penalidades, entretanto, não serão aplicadas por motivos de trânsito marítimo intenso, acidentes e outros eventuais casos de força maior, desde que devidamente comprovados com registros na autoridade competente e, sobretudo, informados aos usuários.

O Executivo agora tem prazo de 90 dias para regulamentar a medida, de modo a definir como será realizada a fiscalização e aplicada as sanções previstas na nova lei. Esse trabalho deverá ser feito com o apoio do Procon e da Diretoria Municipal de Trânsito (Ditran)

Tudo o que sabemos sobre:
Guarujá [SP]balsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.