Lei para se desfazer do quarteirão do Itaim É sancionada

Avaliado em R$ 38 milhões, o quarteirão de 20 mil metros quadrados do Itaim-Bibi - delimitado pelas Ruas Horácio Lafer, Salvador Cardoso, Cojuba e Lopes Neto - foi a área de maior valor venal entre as oito que tiveram leis de venda sancionadas pelo prefeito Gilberto Kassab (sem partido) e publicadas ontem no Diário Oficial. No total, são pelo menos 20 áreas que a Prefeitura pretende trocar por creches.

Fábio Mazzitelli, O Estado de S.Paulo

08 Julho 2011 | 00h00

Embora o valor venal de todas chegue a uma soma de R$ 100,8 milhões, só o quarteirão do Itaim-Bibi tem um valor de mercado de cerca de R$ 300 milhões. O valor dos imóveis será revisto na hora da licitação, segundo as leis. Polêmica, a iniciativa da gestão Kassab sofre grande resistência de moradores. "Fico escandalizada em como a Prefeitura quer se desfazer de espaços públicos sem levar em conta o planejamento da cidade. Nessas áreas, haverá incremento da população com menos espaço público. É uma imoralidade", acredita a arquiteta e urbanista Lucila Lacreta, diretora do Movimento Defenda São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.