Lei estimula chá de cadeirinha

Depois do chá de panela e do chá de bebê, pode virar hábito da classe média brasileira a promoção de chás de cadeirinha. Funcionaria no mesmo esquema de festinha beneficente entre amigos para ajudar pais de crianças até 4 anos na compra do acessório infantil cuja obrigatoriedade no banco de trás dos automóveis começa a vigorar pra valer em setembro. O que dá até um certo tempo para a sociedade criar maneiras de dividir o prejuízo.

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

10 de junho de 2010 | 00h00

Imagina a situação do sujeito que acabou de ascender socialmente: casou, comprou um carrinho mil em 60 prestações, teve filho e, de repente, precisa investir algo em torno de R$ 500 para escapar da multa gravíssima de R$ 191. Se não resolver de todo o problema - não está fácil arrumar 10 amigos estribados para colaborar com R$ 50, cada -, o chá de cadeirinha pode ao menos abater parte da despesa extra no orçamento doméstico.

Outras soluções seriam os consórcios de cadeirinhas ou a já clássica redução de IPI no preço da mercadoria. O mais provável, no entanto, é que a indústria da pirataria venha de novo preencher esta lacuna de mercado, lançando nas calçadas um modelo popular para o transporte de bebês em segurança. Confio mais na alternativa do chá! Você não?

USP Fashion Week

O look invasão da turma que tomou de assalto a reitoria da USP não deixa dúvidas: tem gente da SP Fashion Week por trás do movimento.

Obsessão macabra

"Por que ele não bica o do Evo Morales?!"

JOSÉ SERRA, AO LER NOS JORNAIS QUE BARACK OBAMA PROCURA "TRASEIROS PARA CHUTAR".

Do verbo afunhunhar

Dilma Rousseff deu agora para dizer que, antes do Lula, o Brasil estava

"afunhunhado". "Afunhunhado e mal pago", acrescentaria o presidente.

A inveja é uma...

Da série "Você não nasceu pra ganhar dinheiro - relaxa, vai!", o Flamengo

fez uma proposta de R$ 700 mil mensais para ter Felipão na Gávea.

Poderia ser bem mais se o técnico tivesse conquistado alguma coisa

importante nos últimos anos.

Boa forma

José Serra passou por uma prova de fogo e tanto em visita ao Hospital das Clínicas de São Paulo. Sabe lá o que é ficar preso no elevador com Geraldo Alckmin, caramba?

Se fosse outro, teria um troço!

Na comunidade dos ricos

Se o Shopping Cidade Jardim fosse no Rio, o governo já teria instalado uma Unidade

de Polícia Pacificadora para expulsar a bandidagem da comunidade dos ricos.

Queda não é genérica

O fabricante do Viagra garante que a performance do consumidor não vai cair

pela metade junto com o preço do medicamento.

Cultura geral

Está aberta a temporada de falar besteiras sobre o apartheid na TV. Repara só!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.