Lei endurece pena a quem se associar ao crime organizado

A presidente Dilma Rousseff também sancionou sem vetos a lei que facilita investigações e punições de quem se associa a organizações criminosas. O texto estabelece penas de 3 a 8 anos de reclusão mais multa para os criminosos que se unem para praticar delitos como tráfico de drogas e de pessoas, homicídios e lavagem de dinheiro.

O Estado de S.Paulo

03 de agosto de 2013 | 02h03

Sem uma lei detalhada tipificando as organizações criminosas, juízes encontravam dificuldades e dúvidas para aplicar penas e autorizar o andamento de investigações. De acordo com informações do Ministério da Justiça, agora o Estado passará a dispor de técnicas especiais para investigação dessas organizações criminosas, incluindo a infiltração de policiais, a captação ambiental de sinais eletromagnéticos, ópticos e acústicos e interceptações telefônicas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.