Laudo deve apontar incêndio criminoso no HC, diz jornal

Vestígios de papel com álcool teriam sido achados em uma caixa na sala onde ocorreu o princípio de incêndio

Solange Spigliatti, estadao.com.br

05 de março de 2008 | 10h37

O laudo que vai apontar as causas do incêndio que atingiu o prédio do Hospital das Clínicas no dia 23 de janeiro deste ano, deve concluir que o incidente foi criminoso. De acordo com a assessoria do hospital, o laudo oficial do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de SP (IPT) ainda não tem previsão para ser divulgado.   A informação foi publicada nesta quarta-feira, 5, no jornal 'Diário de S. Paulo', com informações dadas na terça-feira, 4, pelo presidente do Conselho Deliberativo do HC, o professor Marcos Boulos, após a reunião de rotina do Conselho.   De acordo com a reportagem, foram descobertos vestígios de papel com álcool em uma caixa na sala onde ocorreu o incêndio. O local era usado como depósito de materiais para exames de endoscopia. A informação sustenta a acusação de que houve a intenção criminosa no incêndio.   Segundo reportagem, o HC já tem informações concretas do laudo deste incêndio, que foi o segundo ocorrido em praticamente um mês. O HC teria também algumas das informações sobre o primeiro incêndio, ocorrido no dia 24 de dezembro do ano passado, com a localização de pedaços de fios cortados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.