JOSE PATRICIO/AE
JOSE PATRICIO/AE

Latino tem prisão decretada por não pagar pensão a filha

Cantor deve R$ 150 mil de benefício a menina de 2 anos e 8 meses

Fabiana Cambricoli, O Estado de S.Paulo

09 de setembro de 2015 | 19h04

SÃO PAULO - A Justiça de São Paulo decretou nesta terça-feira, 8, a prisão do cantor Latino pelo não pagamento de pensão alimentícia a sua filha Valentina, de 2 anos e 8 meses. De acordo com o advogado Fernando Abrahão, que representa a mãe da menina, a empresária Gláucia Roberta de Souza, a ação contra o artista foi ingressada em maio do ano passado, mas, desde então, Latino só efetuou o pagamento referente a três meses de pensão, no valor total de R$ 30 mil.

"A pensão não é paga desde setembro de 2014. Já foi dado prazo para que ele efetuasse o pagamento, o que não ocorreu. Agora, ele pode ser preso a qualquer momento", afirmou Abrahão.

O advogado de Gláucia afirmou que, após a decisão da Justiça, foi procurado pela defesa do cantor na tentativa de um acordo. "Eles fizeram uma proposta para parcelar o saldo devedor e a Gláucia está avaliando. Esperamos que saia um acordo amigável para evitar essa prisão", diz ele. O valor referente aos últimos 12 meses sem pagamento chegaria a R$ 150 mil, segundo apurou a reportagem.

Advogado de Latino, Bruno Pinho Gomes afirma que o artista propôs fazer parte do pagamento nesta quinta-feira, 10, e o restante na semana que vem. "A pensão ainda não havia sido paga por dificuldades financeiras do Latino. Tem outras pensões atrasadas. A crise econômica diminuiu o número de shows", afirma ele.

Latino é pai de nove filhos. Ele reconheceu a paternidade de Valentina meses antes do nascimento da menina, após a realização de um teste de DNA.

Tudo o que sabemos sobre:
latinopensão alimentícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.