JOSE PATRICIO/AE
JOSE PATRICIO/AE

Latino faz acordo para não ser preso por dívida de pensão alimentícia

Cantor propôs à mãe de uma de suas filhas parcelar o valor de cerca de R$ 150 mil em duas vezes

Fabiana Cambricoli, O Estado de S.Paulo

10 de setembro de 2015 | 15h50

SÃO PAULO - O cantor Latino firmou, nesta quinta-feira, 10, um acordo com a mãe de uma das suas filhas para evitar ser preso por falta de pagamento de pensão alimentícia à menina, de 2 anos e 8 meses. Na terça, a Justiça de São Paulo decretou a prisão do artista, que não deposita o benefício da criança desde setembro de 2014.

O valor devido durante o último ano, de cerca de R$ 150 mil, será pago em duas vezes, conforme o acordo entre as duas partes. "A primeira parcela já foi depositada hoje e a outra será paga no próximo dia 18", diz Fernando Abrahão, advogado da empresária Gláucia Roberta de Souza, mãe da menina Valentina.

Segundo Abrahão, o acordo já foi informado à Justiça e, até o final do dia, deverá ser expedido um contra-mandado de prisão. "Resolvemos aceitar o acordo até para que o Latino possa ficar livre para trabalhar. Nos disseram que se ele não fizesse os shows neste final de semana, ficaria mais difícil fazer o pagamento", diz o advogado.

A reportagem não conseguiu contato com Bruno Pinho Gomes, advogado de Latino. Além de Valentina, o cantor tem outros oito filhos.

Tudo o que sabemos sobre:
latinopensão alimentícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.