Reprodução
Reprodução

Land Rover: motorista deve ser indiciada hoje

Nutricionista será ouvida pela polícia e pode responder por homicídio doloso pela morte de administrador, no dia 23

William Cardoso, O Estado de S.Paulo

05 de agosto de 2011 | 00h00

A nutricionista Gabriella Guerrero, de 28 anos, deve prestar depoimento hoje e ser indiciada por homicídio doloso pelo atropelamento e morte do administrador de empresas Vitor Gurman, de 24. O acidente aconteceu no dia 23, na Vila Madalena, zona oeste de São Paulo. A polícia diz já ter indícios suficientes de que ela dirigia o jipe Land Rover do namorado, o engenheiro Roberto Lima, de 34 anos.

Segundo o delegado Ricardo Cestari, titular do 14.º DP (Pinheiros), onde o caso foi registrado, Gabriella deve ser indiciada por homicídio com dolo eventual (quando se assume o risco de matar) por trafegar acima da velocidade máxima permitida no local do acidente, de 30 km/h. "Certamente estava acima", diz.

Ontem, mais duas pessoas foram ouvidas. O manobrista Nailson Manoel Barbosa, do bar Piove, afirmou que viu a nutricionista deixar o estabelecimento dirigindo o jipe. Ele disse ainda que presenciou uma discussão entre o casal: o engenheiro insistia em dirigir, mas a namorada não permitiu. Também depôs o proprietário do valet do Piove, Ricardo Ikeda. Ele apenas confirmou que o casal esteve no bar.

 

Homenagem. O Corinthians vai homenagear Vitor Gurman no jogo contra o Atlético Paranaense, no domingo. Os jogadores vão a campo com a inscrição "Viva Vitão" nas camisas e levarão uma faixa com frases de conscientização no trânsito. A campanha foi criada por amigos de Vitor, que era corintiano, e tem 4 mil seguidores no Facebook. O grupo procurou o time, que concordou com a ideia.

 

 Veja também:

link Morre jovem atropelado por Land Rover na Vila Madalena, em SP

link Nova testemunha causa reviravolta no caso de jovem morto por Land Rover

link Nutricionista dirigia jipe, diz vendedor

link Testemunhas divergem sobre quem guiava jipe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.